O ÓDIO DOS "CIDADÃOS DE BEM"


por Paulo de Tarso Riccordi


O pai de um coleguinha da filha de Manuela D'Ávila na escolinha tirou

uma foto da criança e a entregou "para os grupos que distribuem ódio nas redes", onde a menina recebeu até ameaça de estupro - ela tem cinco anos de idade.

Na origem da distribuição das imagens e do discurso de ódio está Paola, esposa do vice-prefeito de Porto Alegre, Ricardo Gomes (MDB).

Conforme Manuela D'Ávila afirmou diretamente à sra. Paola em uma mensagem a que deu publicidade, "identificamos que o seu telefone foi um daqueles que iniciou a distribuição dessa imagem" e encaminhou "com frequência” uma mensagem que viola o Estatuto da Criança e do Adolescente. "Evidentemente, Paola, sei que você sabe que eu tenho como comprovar o que estou dizendo", afirma Manuela.

Já não há palavras que qualifiquem tamanho crime. Nem medida para tamanho ódio.

Mais que repúdio, isso precisa receber nossa reação, com tal intensidade que mova todo o sistema Judicial, policial, político a impedirem que isso seja uma ação "normal" na política.

--------

PS: como jornalista, estou envergonhado e revoltado com o absoluto silêncio, cúmplice, portanto, dos meios de comunicação do Rio Grande do Sul.

---------

CARTA DE MANUELA D'ÁVILA PARA A ESPOSA DO VICE PREFEITO:

"Cara Paola, como vai?

Não nos conhecemos pessoalmente mas desejo que essa carta encontre você e seu filho com saúde. Nossos filhos, Paola, têm a mesma idade. Sei que você sabe que na última semana sofri uma violenta campanha de ódio nas redes sociais, a partir do uso criminoso da imagem de minha filha em sua escola.

Hoje, Paola, identificamos que o seu telefone foi um daqueles que iniciou a distribuição dessa imagem. Você a distribuiu, repetidas vezes, em diversos grupos de que fazes parte. Grupos de pessoas comuns… trabalhadores, pais, mães. É justamente assim que a extrema direita atua em relação a distribuição de notícias falsas: as divulgando em pequenos nichos.

Você consegue se colocar no meu lugar, Paola? Imagine todas as redes de esquerda divulgando a sua imagem e a de seu filho, no espaço sagrado da intimidade dele?

Eu sofro com esse tipo de ataque baixo, envolvendo minha família, há muito tempo. Seu marido, atual vice prefeito [de Porto Alegre], sabe, Paola, do que estou falando. Ele sabe muito bem da violência que sofri enquanto estava grávida de Laura e ele era CC da Assembleia. Ele conhece muitíssimo bem essa história. Minha filha, desde o meu ventre, conhece o ódio.

Quero muito acreditar que o fato de você “encaminhar com frequência” uma mensagem que viola o Estatuto da Criança e do Adolescente nos grupos de whats de que fazes parte seja apenas uma infeliz coincidência. Espero que você não ache que isso faz parte da disputa política.

Evidentemente, Paola, sei que você sabe que eu tenho como comprovar o que estou dizendo.

Mas meu pedido é apenas que você reflita sobre o mal que causou a minha filha e a minha família. Desejo que você reflita sobre quais os limites da disputa política.

Desejo sinceramente que esse mesmo mal nunca atinja a você e ao seu filho".

22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo