Programação Festival ECDE de Música 16/04

Atualizado: há 2 dias

FERNANDO MAYNAR, baiano, produtor, compositor e cantor. Reside em Londres desde 2018. Atualmente, está em turnê através de shows on-line por algumas cidades e desenvolve um projeto de colaboração para a gravação do seu primeiro álbum " TranSambas" com musicas autorais. Seu ‘ultimo trabalho no Brasil 2018 foi " Sambas de Caetano Veloso", que traz

nuances do samba dentro da obra desse grande artista.



JOÃO PAULO ROSA E O EITO é músico há mais de 25 anos. Integrou e integra vários grupos musicais na Mata Norte de Pernambuco. É batuqueiro de coco, ciranda e maracatu rural, e em 2018 começou a montar seu trabalho solo que foi lançado nesse ano de 2021, intitulado João Paulo Rosa e O Eito.



ARTHUR VINIH, cantor e compositor Arthur Vinih traz na sua música a força marcante da música preta brasileira. Influenciado por artistas como Di Melo, Gilberto Gil, Nação Zumbi e o seu conterrâneo João Bosco, o mineiro da cidade de Ponte Nova já possui mais de 15 anos de estrada e diversas parcerias com grandes artistas da música brasileira. Nelson Angelo (Clube da Esquina), Chico Amaral, Eneias Xavier e Donatinho são alguns nomes presentes dentros das parceirias do Arthur Vinih. Seu trabalho "Eu Sou Negão" possui mais de um milhão de acessos nas Redes Sociais.




MINHA MPB MORDE: "Como um desdobramento do show TODOS OS SENTIDOS (de estética mais intimista, em formato solo, voz e violão) onde o artista Fabrício Fortes já vinha intercalando aforismos e canções, nasceu, em 2014, o Show autoral MINHA MPB MORDE – Música e Aforismos Desaforados, no qual o cantautor e violonista compartilha o palco com a atriz Ana Neves (backing vocal e percussão leve).

O Show é consequência da união de diversas linguagens e vivências.

As inspirações estéticas, textuais e visuais, trazem influências da Arte Mambembe, com a interpretação teatralizada dos aforismos que preludiam as canções.

As letras das canções e os aforismos, transitam entre crônicas reflexivas, argumentativas e poéticas, aliadas a ritmos variados como samba, bossa nova, MPB, coco, Jazz, rap, black music, flamenco e experimentalismo.

O resultado é um show leve, contundente e bem humorado que busca traduzir a sociedade moderna e sua pluralidade, em um misto de informação e entretenimento."




- FANTASMA DO COMUNISMO banda que flerta com diversos estilos musicais. Surgiu em 2020 em Paranaguá (PR), quando a ira contida devido a um governo fascista e facínora fez explodir em nossos corações letras de viés comunista e revolucionário, com muita ironia e humor ácido. Acreditamos que através da música, da arte e da contracultura derrubaremos o fascismo e o Bolsonaro.



- B DE BAGAÇA é uma banda autoral da cidade de São João del Rei, MG, surgiu em 2019. Abordamos em nossas músicas as precariedades de um sistema historicamente sórdido e os dilemas e questionamentos do ser humano. Nos intitulamos como RAPD - Rock Alternativo Popular Brasileiro.



- LIMONGE: Cantor, compositor e multi-instrumentista. Gravou, produziu e mixou seu álbum de estreia, lançado no final de 2016, “É a Nossa Voz (Éramos Nós, Sempre Seremos)” de forma completamente independente em seu home studio. Prezando por contar histórias através da música, o trabalho aborda o sentimento de nostalgia e a necessidade de seguir em frente sem se prender ao passado. Após o sucesso dos singles Luz, Bolso e Geração 90 (finalista do concurso “Energia Me Ouve” da Rádio Energia 97FM de SP), decidiu gravar um novo trabalho com a ajuda de seus fãs via financiamento coletivo, concluído com sucesso.

Produzido por Rodrigo Cunha, “Nem Todos São Como Astronautas” é um álbum autobiográfico que aborda temas como depressão e superação, lançado no final de 2017, tem como singles as músicas São e Tudo Vai Passar, que alcançou mais de 120.000 plays no Spotify, além de contar com um clipe produzido em parceria com os fãs para tratar a temática da depressão de forma clara.

Em 2019 gravou um DVD compilando músicas dos dois álbuns, chamado “Sobre Viver”.

Em 2020 lançou 3 singles, o 1º “Dom Quixote, o Presidente do Brasil”, uma crítica direta ao presidente Bolsonaro, rendeu uma série de ataques de apoiadores que acabaram inspirando o 2º single “Temporal (Qual é seu Deus?)” uma música resposta a todas as ofensas que recebeu no período e, por fim “O Novo Hino Nacional”, um desabafo sobre a situação que o país vive no momento.

Em 2021 lançará um álbum chamado “Desconstruindo Mitos” ainda no 1º semestre.



- DÃO FERREIRA é baiano de Bom Jesus da Lapa, Dão Ferreira começou sua carreira em 1995, quando passou a tocar em bares e casas noturnas. Em 2002 gravou seu primeiro CD, "FAUNA", com Elton Bee, montou um show de mesmo nome com tema ecológico. Em 2016 participou do FESTIVAL NACIONAL DE ARTES E CULTURA DA REFORMA AGRÁRIA, realizado em Belo Horizonte MG. E mais recentemente, se juntou com o Instrumentista Gaudiê Otero e lançou o show "Umas e Outros", composto por composições próprias (Umas) e músicas de autores consagrados (Outros).

21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo